Fazer um intercâmbio: Irlanda X EUA



Ano passado, larguei o inglês e decidi fazer um intercâmbio curto para aperfeiçoar.

Claro que minha primeira escolha foi Estados unidos. Decidi ir á Califórnia nas minhas férias, matriculada em um curso de Inglês. Decisão tomada.

Fiz toda a pesquisa, consultei agência de viagens e arrumei um amigo para ir comigo.

Até que um amigo me recomendou ir à Irlanda. Achei loucura, detesto frio e para mim, que estou acostumada a viver em São Paulo, achei que Dublin seria meio parada.

Mas aí vieram os pontos positivos que me fizeram mudar de opinião:

O valor de 6 meses de curso era quase o mesmo para 1 mês nos EUA. Peguei uma promoção muito boa de uma agência e, ainda que tenha outros gastos na Irlanda, creio que compense pelo que vou ter que levar daqui. E sim, pensando no que também gastarei por lá, esse fator tem um peso enorme na minha opinião.


Visto longo. Na Irlanda o visto é de 8 meses, e só é tirado lá. Ou seja, são 6 meses de curso e 2 de férias. Quando comecei a pesquisar, o visto era de 1 ano, mas a partir de outubro, essa lei será alterada. Ainda assim, 8 meses é um tempo significativo que, com certeza, melhorará muito o meu inglês.


Cultura. O país é muito antigo e com certeza tem uma história ampla com várias tradições, o que realmente adoro estudar. Mais do que isso, devido a dua acessibilidade, recebe intercambistas do mundo inteiro, só de pensar em todas as pessoas diferente a conhecer já dá aquela curiosidade empolgada.

Possibilidade de conhecer outros países Europeus. É, a Irlanda nunca teve grande atrativo para mim, mas ela me dá oportunidade de conhecer dois dos meus “top 5 lugares que quero visitar”: Inglaterra e Grécia. Ainda que nunca fui muito de Europa, amo Harry Potter, Doctor Who e mitologia grega, então não dá para perder a oportunidade.

Poder trabalhar meio período. Para conseguir o visto na Irlanda, é preciso ter 3.000 euros na conta, o fato de poder trabalhar para agregar mais algum dinheiro realmente vem a calhar, sem contar que por essas 4 horas por dia, na Irlanda se paga mais do que muitos estágios no Brasil.


 Foram esses pontos que me fizeram mudar de ideia e cada vez mais me empolgar com a Irlanda.

Sim, é um grande frio, um lugar aonde até poucos meses atrás eu nem cogitaria, não sei nada sobre a Irlanda além de que lá tem o St. Patrick’s day. Mas gosto de arriscar, e se nada der certo, não é como se eu ainda não tivesse muita vida para aproveitar.


Então decidi, dessa vez de verdade, com pacote fechado e tudo, que no ano que vem estarei fazendo meu intercâmbio na Irlanda.

0 comentários:

Postar um comentário